Uma adolescente grávida foi informada pelos médicos que o bebé sofre de uma doença e que não sobreviveria mais do que alguns poucos dias ao parto. Ganhou agora um processo em tribunal que lhe permite ir ao Reino Unido abortar.

Anúncios