O verão começou com chuva. Mas começou… já é alguma coisa.

Ando a “diabar” na Regaleira, espectáculos dias 21 e 28 de Julho. (Ali para as terras do ex-quase-futuro-candidato a Lisboa, mas que ficou para trás por causa de um que não me lembro o nome, mas não sabe por o til nos cartazes.) Com os fins de tarde em cantoria e os fins de semana em diabices, não sei se consigo cá voltar antes disso.

Em 2004 anunciou-se que afinal a Portela tinha capacidade para muito mais gente, e que até chegou perfeitamente para o Euro 2004, e agora de repente já não dá tempo nem para pensar bem onde é que se gastam os nossos milhões.

A Ministra da Educação bate o record do Guiness em razões mais do que válidas e suficientes para se demitir, e pelos vistos quer continuar a subir a parada em vez de nos deixar em paz. O Sócrates, no meio de tanta falta de vergonha, não está. Nem parece que dirige o governo.

O Tratado que foi vetado pelos europeus vai para a frente, porque na realidade os europeus não têm qualquer importância para a Europa (até parece que nem são de cá). Os portugueses continuam a sua vidinha, como sempre, sem querer saber do que lhes está a acontecer.

O Zé faz falta, claro!
Parece que o Pedro Soares está prestes a juntar-se a ele. Força, Manuela!

Anúncios