O que não vem no jornal: que movimentos são estes, o que se passa realmente, o papel dos sindicatos estudantis, as cargas da polícia, as contra-manifestações neo-nazis…
Espero que as colaborações entre os estudantes de Paris 8, os trabalhadores do mercado e os dos caminhos de ferro resultem.

O que eu continuo sem perceber é: com tanto descontentamento logo a seguir às presidenciais, como é que o tipo foi eleito???

Anúncios