You are currently browsing the monthly archive for Outubro 2008.

em Janeiro escrevi sobre este assunto e o problema continua, embora se vá revestindo de aspectos diferentes.

Quando soube da notícia, pensei imediatamente em postar. Pois não é óbvio? Todos os dias há atrocidades tremendas pelo Mundo fora, mas notícias de julgamentos destas atrocidades, notícias da reposição da justiça, essas são quase inexistentes.

O meu primeiro pensamento foi: para quando o julgamento dos PIDES? Será que estamos mesmo à espera que morram todos até ao último?

Mas não escrevi. Para quê? Isso não vai acontecer. Ou seja, com a falta de esperança deixei de acreditar e se não acredito, não vale a pena escrever. Quando se escreve, há sempre a ideia de que se vai contribuir para um objectivo, mesmo que só haja um leitor para aquele texto. A questão é deixar escrito qualquer coisa que se julga fará alguma diferença, mesmo que infinitesimal.

Ora, se o objectivo parece impossível, para quê escrever? Se já não acredito que faça qualquer diferença, não se justifica a perda de horas de sono para escrever e reescrever meia dúzia de frases.

A conclusão lógica seria fechar o blog. E no entanto, ao escrever, há qualquer coisa da Utopia que acorda, como que a dizer-me “a Utopia está de facto muito mais longe do que sonhavas, mas existe e é possível”. Será, mas não nos próximos séculos.

E será que a Humanidade sobrevive até lá?

Anúncios

Auditoria

Que se lixe a troika